Como escolher o carrinho de bebê

Escolher o carrinho de bebê, pra mim, foi de longe a parte mais difícil de montar o enxoval. Antes de engravidar, eu não tinha ideia do mundo de opções que existiam nesse ramo e fiquei completamente perdida quando chegou a minha vez.

Pesquisei muito na época, e hoje, consigo resumir dicas valiosas para ajudar a escolher o carrinho ideal.

O primeiro passo é entender que não existe carrinho perfeito. Então, sempre vai ter alguma coisa que te incomoda… pode ser o design, o preço, o tamanho ou qualquer outra característica. O mais importante é descobrir quais são os pontos que são realmente essenciais para você.

As primeiras perguntas que você deve fazer a si mesma(o) são:

  • quando e pra que vou usar o carrinho?
  • vou usar o carrinho por quanto tempo? quero ter apenas 1 carrinho que acompanhe o crescimento do bebê ou vou ter dois modelos, um para quando for bebezinho e outro para quando estiver maior?
  • tenho espaço na minha casa para guardar?
  • qual a medida das portas da minha casa? (acredite! tem carrinhos que não passam nas portas, rsrs)
  • tenho espaço no meu porta mala para carregar o carrinho?
  • eu costumo viajar muito?
  • utilizo transporte público?
  • preciso que seja fácil de abrir e fechar?
  • quando saio, levo (ou trago, rsrs) muitas sacolas?
  • as pessoas que vão utilizar o carrinho, tem mais ou menos a mesma altura (isso define a altura da alça para empurrar o carrinho, por exemplo)?
  • o carrinho é para ser usado por quantas crianças? de quais idades?
  • quanto estou disposto a gastar no carrinho?
  • o design é importante pra mim?

Com essas respostas em mente, acredito ser válido escolher entre 3 e 5 atributos da lista abaixo:

  • ser compacto
  • ser fácil de abrir e fechar (cuidado! alguns se separam em duas peças para fechar, o que pode ser um transtorno na hora de colocar no carro)
  • ser leve
  • ser seguro
  • reclinar 180˚ para utiliza-lo como moisés
  • ter um design bonito e moderno
  • ter um cesto grande para carregar objetos
  • ser confortável para o bebê
  • ter diversos acessórios para customizar o carrinho
  • ter alça para empurrar com ajuste de altura
  • ter opção para carregar mais de um bebê/criança
  • ter boa suspensão nas rodas para andar em terrenos instáveis
  • possibilidade de acoplar bebê conforto e moisés

Ok. Agora que você já sabe o que quer, é hora de conhecer as categorias de carrinhos disponíveis.

  • Travel System: vêm acompanhados de outros acessórios, como bebê conforto e base para automóvel. O carrinho e os acessórios são da mesma estampa, fazendo com que eles combinem entre si. O conforto e segurança são algumas das principais características deste modelo. A grande vantagem é que, enquanto o bebê é pequeno, dá para tirá-lo do carro e colocá-lo no carrinho sem acordá-lo, porém o carrinho é um tanto pesado e volumoso.
  • Carrinho tradicional: O carrinho não chega a deitar completamente e, geralmente  como é aberto, o bebê precisa ficar o tempo todo com o cinto de segurança, mesmo adormecido. Em alguns tipos de carrinho, é possível virar a cadeira de forma que o bebê possa ficar olhando para você (e vice-versa).
  • Três rodas: é projetado para enfrentar terrenos mais acidentados com facilidade.
    As rodas são maiores e mais leves e, por isso, esse modelo é o mais indicado para aqueles que  gostam de caminhar ou correr sem se preocupar em chacoalhar demais o bebê nos diferentes tipos de solo. De maneira geral são grandes e costumam ocupar bastante espaço na mala do carro.
  • Guarda-chuva:  o mais prático de todos os modelos por oferecer um fechamento rápido e fácil, deixando o carrinho extremamente compacto. É um carrinho mais leve e mais barato. Não reclina muito e a proteção ao sol também é menor.
  • Para gêmeos e irmãos: Nos modelos em que os assentos ficam um ao lado do outro, é preciso testar para ver se passa nas portas da sua casa e também nas calçadas da sua cidade. Nos modelos tipo trenzinho, o comprimento pode dificultar as manobras, principalmente em curvas fechadas. Pode não caber bem em alguns elevadores. Em ambos os casos, ocupa bastante espaço no carro e pode ser pesado.

As principais marcas de carrinho disponíveis são: Burigotto, Peg Perego, Chicco, QuinnyBugaboo, Stokke, Safety 1st, Baby Jogger, Uppababy e Britax.

E para ajudar mais um pouco, segue uma lista de pontos a serem observados e perguntas para fazer para a vendedora na hora de comprar:

  • O carrinho deita o suficiente para recém-nascidos? Qual a idade e peso recomendados no manual?
  •  Dá para pendurar uma sacola na barra do carrinho? O carrinho vira fácil com o peso?
  •  O carrinho tem cesto para carregar coisas? É acessível quando o encosto está abaixado?
  •  O encosto do assento do bebê é fácil de baixar e levantar? Faça o teste.
  •  O cinto de segurança é fácil de prender? O cinto no meio das pernas é essencial e tem de ser usado sempre. Os cintos mais seguros são os de 5 pontos, que passam também por cima dos ombros.
  • O bebê vai ficar protegido o suficiente do sol?
  • Tem uma “janelinha” para você ver o bebê?
  • O carrinho bloqueia o vento? É compatível com uma “capa” de plástico para proteger o bebê do frio e da garoa?
  • Tem acessórios, como telas contra insetos? Porta-copos e porta-objetos?
  • O carrinho é compatível com algum bebê-conforto?
  • A altura da barra para empurrar o carrinho é confortável para quem vai “dirigir” o carrinho? A barra é regulável?
  • Você fica “chutando” a estrutura do carrinho ao caminhar rápido?
  •  O carrinho é fácil de manobrar? As rodinhas dianteiras giram 360 graus? Elas têm travas? (Recomendo testar na loja)
  • Como é a suspensão e material das rodas? Quanto maior o diâmetro delas, mais estável será o carrinho.
  • Qual a distância das rodas em relação ao assento? Elas devem ficar fora do alcance das crianças, caso contrário elas podem prender as mãos e se machucar.
  • Como funcionam os freios? Teste se, ao travar o carrinho, ele não se movimenta.
  • O carrinho passa com facilidade em corredores e portas? (Leve as medidas da sua casa)
  • É fácil de abrir e fechar? Dá para fazer com uma mão só, se você tiver de segurar o bebê ao mesmo tempo?
  • Quando fechado, é pesado para carregar? A mãe consegue carregar sozinha?
  • Quando fechado, o carrinho fica de pé? Você vai deixá-lo aberto ou fechado dentro de casa? Ocupa muito espaço?
  • Cabe no porta-malas do carro? Sobra espaço para outras coisas? Lembre também que você pode ter de encaixá-lo no carro de outras pessoas, ou em táxis.
  • Como é o assento? É confortável? O ideal é que ele meça, no mínimo, 28 centímetros de largura. Assim, ele se torna mais seguro e confortável.
  • É possível retirar os tecidos para lavar? Pode lavar na máquina?
  • Tem assistência técnica no Brasil?

E por fim, uma última dica: converse com outras mães e pergunte o que elas acham dos carrinhos que escolheram. Peça para enumerar os pontos positivos e negativos e se possível, faça um test drive nos carrinhos das suas amigas que já são mães. :P

Anúncios

Um comentário sobre “Como escolher o carrinho de bebê

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s