Carrinho de Bebê: Chicco Bravo Travel System

O modelo de carrinho que escolhemos para o Gabe é o Chicco Bravo Travel System e como muitas amigas já me perguntaram se eu gosto ou não e os prós e contras, acho que está na hora de escrever um review.

Pra começar, quero esclarecer que depois de muito pesquisar sobre carrinhos para escolher qual iríamos comprar, cheguei a conclusão de que não existe carrinho perfeito. Você precisa escolher quais atributos são mais importantes pra você e sua rotina e, aí então encontrar o carrinho que mais se adequa às suas necessidades. Dito isso, vamos ao Chicco Bravo (modelo 2016)…

Pontos positivos: 

  • É travel system, o que significa que vem com o carrinho, o bebê conforto e a base para prender o bebê conforto no carro. Tudo pelo preço de 1.
  • Falando em preço, achei bastante razoável, pagamos USD 429,99 na Buy Buy Baby, já encontrei desse modelo no Brasil, no Mercado Livre por aproximadamente R$5.000,00.
  • É possível usar o bebê conforto na base do carrinho e virado para a mãe.
  • A capota do bebê conforto e também do assento é bem comprida, o que é ótimo para dias de sol.
  • Pesa cerca de 11kg. Acredite se quiser, mas na categoria dele, é um dos mais leves.
  • Já vem com porta copos, para a criança e para os pais. Vem também com uma mini bolsinha próximo à alça que é ótimo para guardar celular, óculos, chaves, etc.
  • Muito fácil para abrir e fechar. Não precisa retirar nenhuma peça e nem o assento para fechar, você simplesmente puxa uma alça e fecha. Dá pra fazer com uma mão só, o que era importante pra mim, pois poderia fazer com o Gabriel no colo.
  • Assim como todos da categoria, é um trambolho, MAS… é estreito (o que era imprescindível pra gente pois moramos em apartamento e as portas não são largas) e quando fechado, cabe na maioria dos porta malas dos carros das nossas famílias.
  • Fácil de dirigir e manobrar.
  • Cesta inferior com acesso pela frente e por trás e com um tamanho excelente. Eu carrego o mundo no carrinho.
  • Dá pra ajustar a altura da barra para empurrar o carrinho e pendurar a bolsa. Minha bolsa geralmente é bebem pesada e o carrinho nunca virou, o que considero outro ponto positivo.

hd-451_2z

Pontos negativos:

  • Acho o assento do carrinho um pouco baixo, quando sentamos em uma mesa e ele fica no carrinho, geralmente reclama por que não consegue participar da bagunça, rs.
  • Não reclina 180˚, portanto não pode ser usado como moisés. Poderia ter também mais pontos de regulagem da posição do assento.
  • O tecido do bebê conforto e do assento é bastante quente. Poderia vir com um tecido que fosse térmico.
  • Poucas opções de cores e acessórios.
  • A capota do assento poderia ter um zíper ou forma de dobrar a aba, pois quando o carrinho fica fechado e no porta malas, geralmente amassa e é chato de “desamassar”.
  • O porta copos poderia ser um pouco mais fundo para dar mais estabilidade. Quando apoio uma garrafinha de água, geralmente ela cai no meio do passeio, rs.
  • Não tem assistência técnica autorizada para esse modelo de carrinho e nem peças de reposição no Brasil.

 

* Esse vídeo foi feito com o modelo 2015. O nosso é 2016 e percebo que tem algumas diferenças nos acabamentos, principalmente na capota, que no nosso caso, parece ser maior. *

Informações técnicas do fabricante:

  • Conteúdo: o carrinho Bravo LE Stroller, o bebê conforto KeyFit 30 Zip Infant Car Seat e a base para o carro.
  • O carrinho suporta crianças à partir de 6 meses até 23kg.
  • Peso do carrinho: 10,5kg
  • Medidas do carrinho aberto: 109 cm C x 55,3 cm L x 90,1 cm A
  • Medidas do carrinho fechado: 71,2 cm A x 55,3 cm L x 40,6 cm C
  • Bebê conforto suporta crianças entre 2 kg à 14 kg, ou até 76 cm de altura.
  • Medidas do bebê conforto: 70 cm C x 43,2 cm L x 61 cm A.
  • Peso do bebê conforto: 4,7kg
  • Características do carrinho:
    • Regulagem com 3 posições do assento
    • cinto de segurança de 5 pontos, ajustáveis
    • assento virado para frete
    • alça ajustável
    • fechamento com uma mão
    • fica em pé quando fechado
    • suspensão nas quatro rodas
    • freios traseiros
    • rodas da frente com giro 360˚
    • tecidos de acabamento premium
    • capota com extensão e janela
    • inclui acessório: almofada para assento
    • barra com bandeja e porta copo para a criança
    • barra com porta copo e bolsa para os pais
    • cesta inferior com grande capacidade
  • Características do bebê conforto:
    • inclui acessório: almofada para assento
    • cinto de segurança de 5 pontos, ajustáveis
    • nível na base para facilitar a instalação
    • capota com zíper
    • capa de proteção da criança contra o frio
    • gaveta para guardar objetos na base do carro

 

Avaliação geral:

Acho que fizemos uma boa escolha. Como (ainda) não tivemos experiência com outros modelos de carrinho, não consigo comparar, mas no geral, gosto muito do Chicco Bravo. Acho bem versátil, fácil de manusear e o Gabe parece gostar também. Poderia ficar um pouco menor ao fechar, mas comparado com outros carrinhos da categoria, até que ele é bem compacto. Poderia ter rodas mais resistentes também… explico abaixo o porque.

Nossa única experiência ruim até agora foi que com 4 meses de uso, as molas da suspensão das rodinhas da frente do carrinho caíram. Como a assistência técnica no Brasil não está autorizada a consertar este modelo de carrinho, mesmo estando na garantia, a Chicco não se responsabilizou (shame on you Chicco!). Entrei em contato com a Chicco americana que prontamente me atendeu e mandou duas rodinhas novas pra mim. Não costumamos andar com o carrinho na rua e nem em terrenos muito instáveis. Não tenho certeza se compramos aquele 0,01% de produtos com falhas ou se o acabamento é ruim mesmo.

Update: com 7 meses de uso, tivemos pela 3ª vez a mola de suapensão da rodinha da frente (que já tinha sido trocada) quebrada. Humpf! Portanto, tenho grandes ressalvas na indicação desse carrinho.

Acho que vale dar uma pesquisada com outras mães que têm esse carrinho para avaliar essa questão de eventuais quebras. Se o meu caso for o único, vai fundo, porque pode ter sido azar meu.

Como escolher o carrinho de bebê

Escolher o carrinho de bebê, pra mim, foi de longe a parte mais difícil de montar o enxoval. Antes de engravidar, eu não tinha ideia do mundo de opções que existiam nesse ramo e fiquei completamente perdida quando chegou a minha vez.

Pesquisei muito na época, e hoje, consigo resumir dicas valiosas para ajudar a escolher o carrinho ideal.

O primeiro passo é entender que não existe carrinho perfeito. Então, sempre vai ter alguma coisa que te incomoda… pode ser o design, o preço, o tamanho ou qualquer outra característica. O mais importante é descobrir quais são os pontos que são realmente essenciais para você.

As primeiras perguntas que você deve fazer a si mesma(o) são:

  • quando e pra que vou usar o carrinho?
  • vou usar o carrinho por quanto tempo? quero ter apenas 1 carrinho que acompanhe o crescimento do bebê ou vou ter dois modelos, um para quando for bebezinho e outro para quando estiver maior?
  • tenho espaço na minha casa para guardar?
  • qual a medida das portas da minha casa? (acredite! tem carrinhos que não passam nas portas, rsrs)
  • tenho espaço no meu porta mala para carregar o carrinho?
  • eu costumo viajar muito?
  • utilizo transporte público?
  • preciso que seja fácil de abrir e fechar?
  • quando saio, levo (ou trago, rsrs) muitas sacolas?
  • as pessoas que vão utilizar o carrinho, tem mais ou menos a mesma altura (isso define a altura da alça para empurrar o carrinho, por exemplo)?
  • o carrinho é para ser usado por quantas crianças? de quais idades?
  • quanto estou disposto a gastar no carrinho?
  • o design é importante pra mim?

Com essas respostas em mente, acredito ser válido escolher entre 3 e 5 atributos da lista abaixo:

  • ser compacto
  • ser fácil de abrir e fechar (cuidado! alguns se separam em duas peças para fechar, o que pode ser um transtorno na hora de colocar no carro)
  • ser leve
  • ser seguro
  • reclinar 180˚ para utiliza-lo como moisés
  • ter um design bonito e moderno
  • ter um cesto grande para carregar objetos
  • ser confortável para o bebê
  • ter diversos acessórios para customizar o carrinho
  • ter alça para empurrar com ajuste de altura
  • ter opção para carregar mais de um bebê/criança
  • ter boa suspensão nas rodas para andar em terrenos instáveis
  • possibilidade de acoplar bebê conforto e moisés

Ok. Agora que você já sabe o que quer, é hora de conhecer as categorias de carrinhos disponíveis.

  • Travel System: vêm acompanhados de outros acessórios, como bebê conforto e base para automóvel. O carrinho e os acessórios são da mesma estampa, fazendo com que eles combinem entre si. O conforto e segurança são algumas das principais características deste modelo. A grande vantagem é que, enquanto o bebê é pequeno, dá para tirá-lo do carro e colocá-lo no carrinho sem acordá-lo, porém o carrinho é um tanto pesado e volumoso.
  • Carrinho tradicional: O carrinho não chega a deitar completamente e, geralmente  como é aberto, o bebê precisa ficar o tempo todo com o cinto de segurança, mesmo adormecido. Em alguns tipos de carrinho, é possível virar a cadeira de forma que o bebê possa ficar olhando para você (e vice-versa).
  • Três rodas: é projetado para enfrentar terrenos mais acidentados com facilidade.
    As rodas são maiores e mais leves e, por isso, esse modelo é o mais indicado para aqueles que  gostam de caminhar ou correr sem se preocupar em chacoalhar demais o bebê nos diferentes tipos de solo. De maneira geral são grandes e costumam ocupar bastante espaço na mala do carro.
  • Guarda-chuva:  o mais prático de todos os modelos por oferecer um fechamento rápido e fácil, deixando o carrinho extremamente compacto. É um carrinho mais leve e mais barato. Não reclina muito e a proteção ao sol também é menor.
  • Para gêmeos e irmãos: Nos modelos em que os assentos ficam um ao lado do outro, é preciso testar para ver se passa nas portas da sua casa e também nas calçadas da sua cidade. Nos modelos tipo trenzinho, o comprimento pode dificultar as manobras, principalmente em curvas fechadas. Pode não caber bem em alguns elevadores. Em ambos os casos, ocupa bastante espaço no carro e pode ser pesado.

As principais marcas de carrinho disponíveis são: Burigotto, Peg Perego, Chicco, QuinnyBugaboo, Stokke, Safety 1st, Baby Jogger, Uppababy e Britax.

E para ajudar mais um pouco, segue uma lista de pontos a serem observados e perguntas para fazer para a vendedora na hora de comprar:

  • O carrinho deita o suficiente para recém-nascidos? Qual a idade e peso recomendados no manual?
  •  Dá para pendurar uma sacola na barra do carrinho? O carrinho vira fácil com o peso?
  •  O carrinho tem cesto para carregar coisas? É acessível quando o encosto está abaixado?
  •  O encosto do assento do bebê é fácil de baixar e levantar? Faça o teste.
  •  O cinto de segurança é fácil de prender? O cinto no meio das pernas é essencial e tem de ser usado sempre. Os cintos mais seguros são os de 5 pontos, que passam também por cima dos ombros.
  • O bebê vai ficar protegido o suficiente do sol?
  • Tem uma “janelinha” para você ver o bebê?
  • O carrinho bloqueia o vento? É compatível com uma “capa” de plástico para proteger o bebê do frio e da garoa?
  • Tem acessórios, como telas contra insetos? Porta-copos e porta-objetos?
  • O carrinho é compatível com algum bebê-conforto?
  • A altura da barra para empurrar o carrinho é confortável para quem vai “dirigir” o carrinho? A barra é regulável?
  • Você fica “chutando” a estrutura do carrinho ao caminhar rápido?
  •  O carrinho é fácil de manobrar? As rodinhas dianteiras giram 360 graus? Elas têm travas? (Recomendo testar na loja)
  • Como é a suspensão e material das rodas? Quanto maior o diâmetro delas, mais estável será o carrinho.
  • Qual a distância das rodas em relação ao assento? Elas devem ficar fora do alcance das crianças, caso contrário elas podem prender as mãos e se machucar.
  • Como funcionam os freios? Teste se, ao travar o carrinho, ele não se movimenta.
  • O carrinho passa com facilidade em corredores e portas? (Leve as medidas da sua casa)
  • É fácil de abrir e fechar? Dá para fazer com uma mão só, se você tiver de segurar o bebê ao mesmo tempo?
  • Quando fechado, é pesado para carregar? A mãe consegue carregar sozinha?
  • Quando fechado, o carrinho fica de pé? Você vai deixá-lo aberto ou fechado dentro de casa? Ocupa muito espaço?
  • Cabe no porta-malas do carro? Sobra espaço para outras coisas? Lembre também que você pode ter de encaixá-lo no carro de outras pessoas, ou em táxis.
  • Como é o assento? É confortável? O ideal é que ele meça, no mínimo, 28 centímetros de largura. Assim, ele se torna mais seguro e confortável.
  • É possível retirar os tecidos para lavar? Pode lavar na máquina?
  • Tem assistência técnica no Brasil?

E por fim, uma última dica: converse com outras mães e pergunte o que elas acham dos carrinhos que escolheram. Peça para enumerar os pontos positivos e negativos e se possível, faça um test drive nos carrinhos das suas amigas que já são mães. :P

O que comprar para o enxoval do bebê

É possível encontrar diversas listas de enxoval para bebês internet à fora. Eu mesma, quando fui comprar as coisas para o Gabe procurei em sites e compilei com as listas que minhas amigas me passaram. Mas quando eu estava nas gôndolas das lojas, diante de inúmeros modelos e marcas de produtos, senti falta de ter mais conhecimento para poder escolher o que seria mais adequado para o meu uso.

E por isso este post. Uma lista do que é preciso (ou não) comprar para o enxoval do bebê (para até 1 ano de vida) com comentários da minha experiência e dicas de marcas e modelos. O Gabriel é novinho e ainda não tive a oportunidade de usar tudo o que comprei, mas me comprometo em ir atualizando o post, conforme for necessário.

 

quarto-de-crianca-menina-rosa-colorido-berco-trocador

QUARTO E BANHEIRO

  • Berço (se quiser berços modernos, leia o post Berços Modernos e Brasileiros)
  • Colchão (pois é, não vem com o berço, compra-se à parte)
  • Berço portátil para viagens (opcional, acabei usando para deixar um na casa da minha mãe)
  • Poltrona de amamentação: optei por comprar a poltrona Biscoito da loja Oppa. (Amei!)
  • Puff de apoio para pés (opcional)
  • Mesinha de apoio para amamentação
  • Mosquiteiro para berço (opcional)
  • Cômoda para usar como trocador (opcional, caso optem por usar o trocador da banheira ou dentro do armário)
  • Colchão para trocador (opcional, caso optem por usar o trocador da banheira, não precisa)
  • Moisés (opcional)
  • 4 Roupas de cama
  • Almofada de amamentação (opcional)
  • Cesto / Caixa / Estante para brinquedos (opcional)
  • 4 Mantas e/ou Cobertores: Sugiro comprar de tecidos diferentes, algumas mais grossas e outras mais leves
  • 2 Kit berços (opcional): Os kits de berço são aquelas almofadas que são colocadas nas laterais do berço pra deixar tudo acolchoado. Aqui em casa, nós optamos em não colocar, por uma questão estética para o estilo de quarto que escolhemos e também por segurança – existem relatos de bebês que morrem sufocados por causa das almofadas)
  • Banheira: nós compramos a Splash da Burigotto
  • Banheira portátil para viagens (opcional)
  • Ofurô (opcional): É um balde pra colocar o bebê dentro com água morna. Dizem que eles adoram, que acalma e param de chorar. Nós não compramos.
  • Cesto de roupa suja
  • Lixeira: Nós optamos em não ter, para não ficar acumulando fralda suja no quarto dele por causa do cheiro.
  • Babá eletrônica (opcional): Nós escolhermos uma que se chama Infant Optics DXR-8. Quando estávamos fazendo o enxoval, também nos recomendaram os modelos da Motorola e Summer. O importante é saber que existem basicamente 2 tipos de babás eletrônicas, as que funcionam via internet e as de rádio frequência. Optamos por uma de rádio frequência, pois aqui em casa a internet oscila muito, e tivemos relatos de amigos que disseram que a imagem trava bastante.
  • Projetor de som e luz (opcional): é um aparelho que transmite sons diversos para acalmar o bebê (músicas, sons que imitam o barulho do utero, coração, etc) e também projeta no teto (ou parede) algumas imagens.
  • Móbile para o berço (opcional): Existem também opções de móbiles que já vêm com projetor e som. Nós ganhamos um da Fischer Price e o Gabe realmente parece gostar. O mais legal deste modelo que temos é que podemos sincronizar com o celular, então às vezes ligamos a rotação do móbile e os sons do nosso quarto durante a madrugada, ele acalma, volta a dormir e não precisamos levantar.
  • Umidificador (opcional)
  • Travesseiro (opcional – os médicos recomendam usar travesseiro só depois de 1 ano)
  • Cabides.

Considerações:
1- Algumas pessoas gostam de ter o bebê dormindo no quarto dos pais nas primeiras semanas de vida. Se esse for o caso de vocês, as opções são: Moisés, Carrinho ou Mini Berço. Nós optamos pelo berço Crescer da marca Sleeper. Ele tem a opção de virar um berço bolinha pequenininho que cabe no nosso quarto, assim economizamos com o Moisés.
3- O quarto do Gabe é uma suíte, então optamos por colocar a banheira dentro do box para facilitar as coisas. Adaptamos o chuveiro para ter aqueles chuveirinhos e ficar mais fácil para encher a banheira e também para dar banho nele mais pra frente. Tenho amigas que não tinham banheiro exclusivo para o bebê e colocaram a banheira dentro do quarto. Aparentemente, dá super certo também… só fica um pouco mais chato a parte de encher e esvaziar a banheira pois deve ser feito com balde.

 

Captura de Tela 2016-08-12 às 16.51.38
HIGIENE E SAÚDE DO BEBÊ

  • Kit Higiene: é um kit (que pode ser conjuntinho ou não) que vem garrafa térmica e outras variedades de potinhos para deixar próximo a área do trocador e facilitar a logística da troca de fralda.
  • Pomada para assaduras: Até agora só usei a Desitin. Existem 2 modelos, azul e roxa (para diferentes intensidades de assaduras). Sugiro comprar pote para deixar no trocador e bisnagas para deixar na bolsa do bebê. O pote grande dura cerca de 5 meses.
  • Algodão: se optarem por limpar ele com algodão e água morna ao invés de lenço umedecido, tem que comprar bastante (tipo… muito MESMO). Acho que uso cerca de 1kg de algodão por mês. Update: acabei me acostumando a usar algodão de rolo, uso 1 rolo de 500g por mês.
  • Lenço umedecido: Ainda estou testando algumas marcas, então não me sinto apta a indicar a melhor. As mais recomendadas pelas amigas são: Dove, Johnson & Johnson, Huggies e Mustela.
  • Álcool em gel anti-séptico (opcional, mas aqui em casa temos um em cada cômodo e um mini pendurado no carrinho)
  • Álcool 70%: Necessário para fazer a limpeza do coto do cordão umbilical. Nós ganhamos um pote no hospital.
  • Cotonete
  • Shampoo e sabonete líquido: No início o bebê usa o mesmo produto para o cabelo e corpo, srs. As marcas mais recomendadas são: Mustela, Granado, Aveeno Baby, Natura, Dove Baby, Johnson & Johnson, Cetaphil Baby e Aquaphor Baby. Até agora usamos o da Johnson & Johnson e o Aveeno Baby. Gostamos dos dois.
  • Creme hidratante para corpo do bebê: As marcas recoymendadas são: Aveeno Baby, Mustela, Johnson & Johnson, Cetaphil Baby e Dove Baby. Aqui em casa, optamos por usar o Aveeno, achamos que tem o melhor cheirinho.
  • Termômetro: Nós compramos um nos EUA que não precisa nem encostar na criança… é à laser.
  • Aspirador nasal: aparentemente existem 3 modelos, um que é uma bombinha manual, outro por sucção e outro elétrico. Ganhamos o de sucção, mas ainda não precisei usar, portanto não tenho opinião no momento.
  • Nebulizador: Sugiro comprar quando (e se for) necessário
  • Kit de cortar unha
  • Escova e pente de cabelo
  • Fraldas: as marcas recomendadas foram Pampers, MomyPoko e Huggies (nessa ordem).
  • Trocador descartável (opcional)
  • Saco de lixo para fraldas (opcional): Existem algumas opções que são feitas para bloquear o cheiro. Ideal para deixar na bolsa do bebê.
  • 2 toalhas de banho: O importante é que sejam bem macias para não agredir a pele do bebê, quando ainda recém nascido.
  • 2 toalhas de banho tipo fralda de pano
  • Saquinho de sementes (opcional): para colcar no microondas e colocar na barriga do bebê para diminuir cólicas
  • Aquecedor de lenços umedecidos (opcional)
  • Massageador de gengivas (opcional)
  • Escova de dentes

 

Chango_Westhampton-Beach-Playhouse_9.jpg.rend.hgtvcom.966.725

DIVERSOS

  • Carrinho: Pra mim, esse foi o item mais difícil de toda a lista, demoramos uns 5 meses pra escolher e acabamos comprando o modelo Bravo da Chicco. Existem uma infinidade de modelos, cores, tamanhos e tipos. O ideal é escolher algo que atendam as necessidades de vocês. (Provavelmente farei um post mais pra frente só para falar deste tópico)
  • Mosquiteiro para carrinho (opcional)
  • Bebê conforto com suporte para carro: O ideal escolher um que encaixe no carrinho. O nosso é o KeyFit 30 da Chicco.
  • Espelhos retrovisores para o carro (opcional): Até 1 ano, o bebê vai virado para a parte traseira do carro (por questões de segurança). Pra que ele consiga visualizar os pais no banco da frente e também os pais conseguirem ver o bebê, existem uns espelhos retrovisores que coloca no carro. Compramos mas até agora foi inútil, rs.
  • Protetor de banco para carro (opcional): caso o banco do carro seja de couro, o bebê conforto pode estragar o banco do carro com o peso e tempo de uso. Existem uns protetores pra evitar isso.
  • Bolsa / Mochila do bebê: Várias amigas me sugeriram comprar as mochilas da Skip Hop. Falaram que é mais prático para o dia a dia. Mas eu acabei comprando uma bolsa mesmo… Existem bolsas de todos os preços e gostos, o importante é ser confortável.
  • Trocador portátil (opcional): Apesar de opcional, é altamente recomendado, pois quando você não está afim de sair com uma bolsa gigante de bebê, é só colocar isso dentro da sua bolsa normal. Eu comprei uma da marca Skip Hop (nenhum motivo específico, só me simpatizei com ela mesmo).
  • Sling e/ou Canguru (opcional): optei por ter um sling ao invés de canguru. Comprei o meu com a Luna de Pano. Foi o melhor custo x benefício que achei e estou gostando muito.
  • Tapete de atividades
  • Cadeirinha da balanço para o bebê (opcional)
  • Cadeirinha de alimentação portátil (opcional): Compramos uma da Chicco mas como ainda não entramos na fase de alimentação de sólidos, não usei.
  • Cadeirão de alimentação (opcional)
  • Brinquedos e livros (opcional): Nos primeiros meses os bebês não interagem com nenhum tipo de brinquedo. Por volta dos 3 ou 4 meses, começam a usar bastante mordedores.. tem uns com água dentro pra colocar no congelador.. dizem que alivia o incomodo quando os dentinhos estão nascendo. Quanto à brinquedos, sugiro não comprar, pois provavelmente vocês vão ganhar muitos.
  • 8 Mamadeiras: Sugeriram as marcas Philips Avent, NUK e Chicco. Nós usamos um kit da Avent que vem com vários modelos, tamanhos e também com o esterilizador de microondas.
  • Bico de mamadeira: Mais importante do que as mamadeiras, são os bicos. Independente da marca, o ideal é comprar bicos extras. Por 2 motivos: você só precisa trocar o bico ao invés de trocara a mamadeira inteira para acompanhar o crescimento do bebê e também porque os bebês acabam se adaptando a certos tipos de bico, e se vc tiver usando o bico “errado” ele pode rejeitar a mamadeira, ter cólica, etc… Portanto o ideal é ter vários tipos de bico e testar pra ver ao que melhor se adequa ao seu filho. Geralmente os bicos são categorizados por tipos e fases. A Avent, que foi a que eu escolhi, tem 2 modelos de bicos: os tradicionais e os de pétala, que imitam a sensação do seio da mãe. Dentro desses dois modelos, existem as fases, que são 4, sendo a primeira para recém nascidos e a última (4 fase) para bebês maiores. A diferença é o tamanho do buraco do bico, que controla a quantidade de liquido que sai da mamadeira. O tema “mamadeiras” vale um post exclusivo, que vou escrever em breve.
  • Esterilizador de microondas: Existem várias marcas e modelos. O meu veio no kit das mamadeiras.
  • Esterilizador de saquinho (opcional): Cumpre a mesma função do item anterior… A diferença é que são saquinhos, então você pode deixar na casa dos seus pais e na bolsa. Cada saquinho da pra usar umas 10 ou 20 vezes, dependendo da marca. Existem várias marcas, os nossos são do Dr. Brown’s.
  • 2 Mamadeiras e copos de transição: Para fazer a transição entre mamadeira e copo, existem as chamadas mamadeiras de transição, que tem um bico diferenciado. As marcas mais sugeridas são: Philips Avent e Munchkin. Independente de qual seja o modelo ou marca escolhida, o importante é ler na embalagem se ela é aprova de vazamento d’água… Pra que a criança possa ficar sacudindo o copinho sem molhar (muito) o ambiente.
  • Chupetas (opcional): Sugiro comprar umas 10 chupetas, sendo de diversos modelos e tamanhos, assim você testa qual se adequa melhor ao bebê. Marcas recomendadas: Philips Avent, Munchkin, NUK.
  • 6 Talheres: Marcas recomendadas: Munchkin, NUK. Existem vários modelos. Nós compramos umas que mudam de cor caso a comida esteja muito quente. É importante garantir que a colher seja de silicone, pra não correr o risco de machucar a boca do bebê.
  • 6 Potes / Pratos: Sugiro comprar tamanhos e profundidades diferentes e verifiquem se o produto pode colocado no microondas e na máquina de lavar. Os da Skip Hop, por exemplo, não podem. Nós compramos da Munchkin, sendo que alguns tem ventosa embaixo pra grudar na mesa.
  • Fraldas de pano: Disseram que era bom ter umas 50 pois usa-se muito: cobrir o bebê, limpar, forrar os lugares, etc… No início achei que era exagero, mas na prática às vezes até acho pouco, pois o Gabe regurgita bastante. Compramos as da Cremer mas existem também as de fibra de bambu que são ótimas, super macias.
  • Fraldas de boca: são mini fraldas.
  • Swaddles (ou Cueiros) (opcional): Durante os primeiros meses de vida os bebês tem o chamado Reflexo de Moro (google it) e pra ajudar eles a se sentirem mais seguros e dormirem melhor existem os swaddles (chamados cueiros aqui no Brasil), que é uma fralda/manta engraçada que você enrola o bebê e ele fica com os braços e pernas presos. Você pode amarrar ele com uma fralda ou manta tradicional, mas existem uns modelos que já vem com velcro e facilita o processo.
  • Bombinha para tirar leite (opcional): Existem os modelos manuais e elétricos. Recomendo  o elétrico das marcas Philips Avent e Medela. Sugiro esperar ver a necessidade para comprar esse item, pois é bem caro e existem grandes chances de não precisar usar.
  • Saquinho para congelar leite (opcional)
  • Aquecedor de mamadeira elétrico (opcional): Comprei e não usei. Acho bobagem.
  • Babadores de pano: são úteis para casos de bebês que regurgitam muito e para a fase em que os dentinhos estão nascendo. Gosto muito dos modelos tipo bandana.
  • Babadores para alimentação: Existem infinitos modelos: pano, plásticos, grandes, pequenos, com bolsos, etc. E quanto a esse assunto, tenho considerações: compramos os do Gabe de plástico, com bolso, lindos e estampados. E o que aconteceu foi que ele ficou imensamente entretido com os desenhos dos babadores e ficava levantando pra cima da cabeça, ou seja… toda sujeira da comida ia parar grudada no cabelo dele. Além disso, descobri que lavar babador é uma das coisas mais chatas do universo, e se você estiver fora de casa, guardar babador sujo é pior ainda. Portanto, recomendo fortemente investir apenas em babadores descartáveis!!! Os que eu comprei (aqui no Brasil mesmo), não têm desenho colorido (então o Gabe não se distrai), tem uns adesivos que consigo colar na roupinha dele (então evita dele ficar levantando até a cabeça) e jogo fora assim que termino de usar! São esses daqui, mas existem outras marcas e modelos (ainda não testei). Me arrependi muito de ter gastado dinheiro comprando babadores reutilizáveis pra ele. Se tivessem me dado essa dica antes, não teria gastado esse dinheiro “à toa”.

 

Captura de Tela 2016-08-12 às 17.32.35

PARA A MÃE

  • Creme anti estria: Recomendo a marca Mustela.
  • Creme cicatrizante para seios: Recomendo a marca Mustela e Lansinoh. Comprei da Lansinoh, inclusive uns de bisnaga menores pra deixar na bolsa.
  • Absorvente para seios (opcional)
  • Gel cicatrizante para seios (opcional): Sugiro o da Lansinoh (foi o que me salvou).
  • Bico de silicone para seios (opcional): compra em farmácia
  • Absorvente noturno
  • Sutiã de amamentação
  • Calcinha / Cinta pós parto (opcional)

 

como-organizar-o-guarda-roupa-do-bebe-2

ROUPAS DO BEBÊ

Considerem repetir a lista abaixo para as diferentes faixas “etárias” (RN, 0-3, 3-6, 6-9, 9-12 meses). Na etiqueta das roupas, quando estiver escrito “3 meses”, por exemplo, significa que a roupa é para até 3 meses. Quando está escrito P, M ou G, aí é no “olhometro” mesmo. Vale considerar a estação do ano que ele vai nascer e estar em cada faixa de idade para adequar a quantidade de peças de cada item. E também levem em consideração o estilo de vocês.

As marcas que mais gostei e recebi recomendação são: Carters, GAP, Old Navy, Zara, Children’s Place, Gymboree, Chicco e TipTop.

  • Calças: Com ou sem pezinho.
  • Blusinhas básicas de colocar por baixo (brancas)
  • Boddies cores lisas manga curta
  • Boddies cores lisas manga cumprida
  • Boodies estampados manga curta
  • Boddies estampados manga cumprida
  • Camisetas e camisas
  • Shorts
  • Chapéu para piscina
  • Macacão: Para os primeiros meses de vida, sugiro fortemente comprar os modelos que o fechamento é por zíper. Isso facilita muito o processo de trocar roupas e fraldas para os pais de primeira viagem.
  • Gorro de frio
  • Meias: Compre muitas, é um item que perde fácil.
  • Luvas (para recém nascido)
  • Babadores: Até os 6 meses são aquele pequenos, tipo bandana, para baba e regurgito. Depois da introdução de alimentos sólidos, o ideal são os babadores maiores e de preferência plastificados .
  • Roupa de piscina (a partir de 6 meses): Existem shorts e blusas com proteção à raios UV.
  • Sapatos: Considere que bebês quase não usam. A partir de uns 10 meses, a chance dele começar a andar é mais alta então compre sapatos com solado mais firme.

 

Livros de memória do bebê

Quando nasci minha mãe fez pra mim (e pra minha irmã) um livro com os principais acontecimentos do nosso primeiro ano de vida. Tinham fotos, mecha do primeiro corte de cabelo e relatos desde o dia do nascimento até estarmos falando, dançando e correndo por aí. Ainda hoje é bem legal resgatar esse livro de vez em quando e reler as coisas engraçadas que aconteceram conosco. Eu queria isso pro Gabe.

Passei toda a gestação procurando um livro bacana. Queria algo moderno, diferente e legal. Algo que tivesse a cara que escolhemos pro quarto e “lifestyle” dele. Caramba! Como foi difícil!!! (Alôô designers!!! Taí uma mega oportunidade!)

O que eu encontrei aqui no Brasil foi:

memory book 5

  1. O primeiro álbum do bebê, R$43,90 na Americanas.com.
  2. Nosso querido bebê, R$84,90 na Saraiva.
  3. Livro do bebê – Meu primeiro ano, R$23,90 no Extra.com.br.
  4. O livro do bebê – Meus primeiros cinco anos, R$27,50 na Saraiva.

 

Frustrada, parti para conhecer as opções americanas destes livros. E apesar de um pouco “melhores” ainda não era bem o que eu procurava. Até que tchanãã…. Encontrei alguns bem interessantes:

memory book 7 memory book 2

  1. Carter’s® “Baby’s Little Book of Big Firsts” Memory Book, USD 19,99 na Buy Buy Baby.
  2. Fox Baby Book Modern Photobook, USD 37,63 no Etsy.
  3. Baby Memory Book, USD 34,99 da Lucy Darling.
  4. The El Baby Book, USD 48,00  da Emily Ley.
  5. Welcome Baby!, USD 29,95 da Paper Source.
  6. Baby Journal, USD 24,95 da Anthropologie.
  7. A Star Is Born, CAD 79,00 da Mushybooks.
  8. Modern Baby Books, USD 65,00 da Modern Baby Books.

 

No final, o meu escolhido foi o Baby Memory Book Little Animal Cover da Lucy Darling. E estou completamente apaixonada por ele. Ele conta com 48 páginas, com diversos campos para serem preenchidos com as informações dos primeiros anos do bebê.

memory book

Para outras opções americanas com um estilo um pouco mais tradicional, dêem uma olhada nos sites da Buy Buy Baby, e Amazon.  E pra quem quiser tomar à frente do projeto e fazer sozinha, durante a minha busca encontrei algumas opções para imprimir em casa, o que poder dar uma força para dar o ponta pé inicial. Pessoalmente, não gostei muito, maassss gosto é gosto. Segue os links:

 

De qualquer forma, independente do estilo, língua ou preço, acho que a ideia de montar o livro registrando o início da vida do seu filho(a) é uma ideia bem bacana. Além do mais, é uma ótima ideia de presente para dar em Chá de Bebê ou nascimento.  E vocês? Fazem algum tipo de registro? Contem pra gente como fazem e que livro usam! :D

 

Dicas para Fazer o Enxoval de Bebê em NYC

Se colocar na ponta do lápis, (mesmo com o dólar a quase R$4,50 #todoschoram) sai mais barato viajar para o exterior para fazer as compras do enxoval do bebê do que comprar tudo no Brasil.

Acho Nova Iorque uma das melhores cidades para essa ocasião (apesar do imposto ser ligeiramente maior do que no estado da Flórida). A cidade oferece uma variedade enorme de lojas, que vão desde as maiores, de departamentos, até as grifes mais famosas. Além do mais, entre uma compra e outra é possível fazer passeios incríveis, comer em ótimos restaurantes e assistir peças de teatro, jogos e/ou shows à noite.

Para ajudar, criei uma relação de lojas (pra quem não quer gastar muito) que acredito que valem uma vista (claro que existem infinitas outras). Dividi em “categorias” para ficar mais fácil.

jersey-gardens-3

Os Outlets 

Jersey Gardens: A grande vantagem desse outlet é que fica há 30 minutos de Manhattan, é coberto (ótimo para os dias de muito frio e/ou chuva) e não paga imposto para roupas (demais produtos o imposto gira em torno de 7%). Não tem muitas grifes e alta costura, mas entre as 230 lojas, você encontra: Bed Bath and Beyond, Disney Store, Carter’s, Childrens Place, Century 21, Burlington, Marshalls, GAP, Motherhood Maternity, Gymboree, Kids Outlet, Kids Footlocker, Kidstown, Toys R Us, etc.

Na entrada no Outlet, vá até o quiosque do “Concierge Desk”, apresente o passaporte ou carteira de motorista brasileira e você receberá um livreto com descontos extras oferecidos pelas lojas.

O ônibus 111 sai do Port Authority na 42st todos os dias a partir das 8:15 da manhã em horários regulares até as 4:30 da tarde. A volta para Manhattan começa as 13:05 e vai até as 21:35 durante a semana, 22:06 aos sábados e 20:36 aos domingos. Confira todos os horários disponíveis.

Woodburry Premium Outlet: Esse outlet é maior do que o anterior (250 lojas), fica há cerca de 80 km de Manhattan, é à céu aberto e conta (além das lojas mais tradicionais) com grifes e marcas de alta costura, como, por exemplo Prada, Gucci, Carolina Herrera, Dolce&Gabbana, Escada, Fendi, Burberry, Hugo Boss, etc. Como o outlet fica ainda no estado de NY, existe um imposto de cerca de 9% em cima do valor de todas as compras.

Você também pode encontrar o livreto de descontos extras “VIP Coupon Book” no quiosque de informações do shopping, localizado no centro da praça de alimentação por US$10 (ou se inscrever no site do Premium Outlet e imprimir um voucher que dá direito à retirada do livreto sem custo). Para informações de como chegar, confira o site oficial do Outlet.

NY-Century-21

Lojas de Departamento

Century 21: Chegue cedo porque a partir das 10h lota e fica um pouco mais chato de ver tudo com calma. Tem que garimpar, mas é possível encontrar roupas de grife (ou não) com preços incríveis. Sua visita nessa loja é imprescindível. 1972 Broadway

Burlington Coat Factory: É uma mini versão da Century 21 (mas ainda assim, bem grande). O mix é super vasto e não dá para acreditar nos preços! Há também produtos como mamadeiras e outros acessórios para enxoval. 6th Av & 22th Street

Macy’s: O andar infantil é o último (lá em cima – se não mudaram, rs). Eles trabalham com várias marcas para o baby, da mais popular como Carter’s à tradicional Ralph Lauren e First Impressions. 151 West 34th Street

Target: Tem uma seção infantil que vende de roupas a brinquedos, passando por bebê conforto, carrinhos e tudo o mais que você pensar. Os preços são bons, mais barato que na Target só no Walmart. Harlem, 517 East 117th Street

Outras lojas (com preços mais salgados e grifes): Bloomingdale’sBergdorf Goodman, Saks Fifth Avenue

buy buy baby

As Lojas de Bebê na Cidade

Buy Buy BabyÉ um verdadeiro supermercado infantil (de dois andares) onde é possível encontrar várias marcas de todos os produtos. Vale a vista e provavelmente é de lá que você vai sair com várias sacolas rs. (O preço das roupinhas não é dos melhores). Chelsea, 270 7th Avenue

Babies’R’Us: Da rede de lojas do grupo Toys’R’Us (que tinha aquela loja na Times Square com roda gigante – e que fechou! #humpf) e vende de tudo para bebês, dá pra montar o enxoval inteiro de uma vez só (mas com tantas opções na cidade você não vai querer comprar tudo de uma vez). Union Square, 24-30 Union Square East

Giggle: Talvez seja uma das lojas de coisas para bebês mais procuradas de NYC, mas é muito fácil entrar e sair de lá em poucos minutos sem ver nada interessante pois acaba tendo poucas opções de cada produto. É onde tem mais opções moderninhas e eco-friendly do mercado. Várias endereços na cidade. Vários endereços.

Albee Baby Essa loja fica um pouco fora das rotas das compras mas é grande e você encontra diversos produtos e marcas. Você encontra muita coisa com preço excelente por se tratarem de modelos antigos e que estão na ponta de estoque. 715 Amsterdam Ave

Upper Breast Side: Loja focada em produtos para amamentação. Tudo para o conforto da mãe e do bebê para esse momento. 510 Amsterdam Avenue (84th Street) 

Outras lojas (com preços acessíveis, que se você tiver tempo e disposição vale a visita): American ApparelGymboreeThe Children’s PlaceZara KidsPottery Barn.

Outras lojas (com preços mais salgados e grifes): Armani JuniorLacoste KidsRalph Lauren Baby StoreTommy Hilfiger KidsHalf Pint CitizensPommeSprout San Francisco Children’s BoutiqueLucky WangSweet WillianToySpace.

baby gap

Outras Lojas com Sessão Infantil

H&M: Em Manhattan, você só vai encontrar a linha baby no andar superior da loja da 34st com a 7a Av.. É uma das melhores em preço e existem vários modelitos muito estilosos! 34 st & 7th Ave

GAP: A sessão Baby Gap é incrível. Vale a parada (se você já não tiver feito isso na visita ao Outlet). Na minha (humilde) opinião, os modelitos são mais bonitos do que os da Carter’s. Vários endereços.

Old Navy: Um pouco mais em conta do que as demais lojas (é do grupo Gap e Banana Republic). É possível encontrar diversas roupinhas (e sapatos) fofas custando menos de USD 10,00. Vale dar uma passada! Vários endereços.

ABC Carpet & Home: Loja linda de morrer para decoração do quarto do bebê/criança (e também outros cômodos da casa, rs). Tem também brinquedos, roupas e outros acessórios como mantas e roupas de cama. Flatiron District, 888 & 881 Broadway.

Outras lojas (com preços acessíveis, que se você tiver tempo e disposição vale a visita): American ApparelPottery Barn.

img_5955

Lojas Online

Amazon: A Amazon não cobra impostos para entrega, dependendo da onde voce está hospedado em Nova York, portanto vale muito a pena entrar no site e aproveitar os bons preços de alguns produtos.

Land of Nod: Tudo que você precisa para decorar o quarto do baby. Coisas bonitas e charmosas. A loja faz parte do grupo das lojas Crate and Barrel e CB2. #muitoamor

 

Listei também algumas dicas valiosas que vão otimizar tempo, esforço e dinheiro nas compras:

  • Use cupons de desconto! A maior parte das lojas aceita, e os descontos podem chegar a 50% ou mais. (Leia nosso post sobre como usar cupons de desconto dos Estados Unidos);
  • Comece o dia das compras nos Outlets e Lojas de Departamento;
  • Leve mala com rodinha para os Outlets para facilitar na hora de carregar as compras pelo shopping;
  • Para preços melhores, sempre comece pelo fundo das lojas – onde geralmente se encontra a arara de promoção;
  • Se você já sabe exatamente o que quer, compre online e mande entregar no local onde estiver hospedado – só tome cuidado com o prazo de entrega. Quase todas as lojas listadas acima também vendem online;
  • Quase todas as lojas de Manhattan tem serviço de entregar as sacolas no local de hospedagem. Basta pedir no caixa! Geralmente é cobrado de USD 3,00 a USD 8,00 por sacola. (Que provavelmente serão grandes e estarão cheias e pesadas, portanto vale a pena pra não ter que continuar o passeio carregando peso e volume pelo resto do dia);
  • Use sacos de fechamento à vaco para conseguir comprimir tudo e fazer caber na mala.

E você? Tem mais dicas sobre enxoval de bebê em NYC? Compartilha com a gente :D